Água potável – Mais uma análise do VIGIÁGUA é realizada

Torneiras jorrando água

Cuidar da saúde é também estar atento quanto a qualidade da água que se consome.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do departamento de Epidemiologia, divulga o resultado das análises de amostras de água do programa Vigiagua do mês de Janeiro.

Pontos de coleta:
Mina da Lacreme – INSATISFATÓRIO para consumo humano;
Mina do Calixto – INSATISFATÓRIO para consumo humano;
PSF 2 – Satisfatório para consumo humano;
Praça de Esportes – Satisfatório para consumo humano;
Mina do Ormeu – Satisfatório para consumo humano.

O Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua) visa garantir a qualidade e segurança da água para consumo humano no Brasil. Todo mês os agentes epidemiológicos efetuam a coleta de amostras de água em 5 pontos cadastrados no sistema, que são selecionados de forma variada para que a GRS faça a análise.

Orientações:
Para os locais que apresentaram resultado insatisfatório é indispensável que se faça o tratamento da água para consumo!
Vale lembrar que os resultados das análises sofrem variações constantes, principalmente os de fontes como minas e bicas. Por isso, mesmo que as amostras desses locais apresentem resultado satisfatório e mesmo que a água aparente estar limpa, a recomendação do departamento de Epidemiologia é de não consumir água dessas fontes sem antes tratá-la.
Como fazer o tratamento caseiro da água?
Use filtros de água e também o hipoclorito de sódio da seguinte forma:
Pingue de 2 a 4 gotas da solução para cada 1 litro de água e espere 30 minutos para o consumo.
O hipoclorito de sódio é distribuído gratuitamente nas unidades de saúde e no setor de Epidemiologia do município.

Água potável – Mais uma análise do VIGIÁGUA é realizada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo