Controle de águas

mina do toco

O setor de Endemias de Rio Novo, vem desde março realizando o trabalho de análise das águas consumidas pelos rio-novenses, as amostras coletadas em 5 diferentes pontos da cidade são enviadas para exames na SRS/JF.

A prioridade é de analisar às águas das “minas”, escolas e hospitais, sendo assim das 05 amostras que enviadas todos os meses, 03 são de “minas” e 02 são da água fornecida pela COPASA.

Até o momento foram analisadas 12  minas e 8 amostras da Copasa. Apresentaram resultado satisfatório para o consumo, a “Mina do Toco” com duas amostras realizadas e “Mina do Ormeu” com uma amostra realizada; e, as amostras da COPASA deram todas satisfatórias para o consumo, desde que sejam coletadas antes da reservação. O restante das “minas” os resultados acusaram insatisfatórios para o consumo pela presença de Escherichia Coli.

Mesmo diante os pontos que apresentam resultado satisfatório é importante lembrar que não é recomendado que se consuma qualquer tipo de água sem antes ferve-la, filtrá-la ou adicionar o hipoclorito de sódio, o qual é distribuído gratuitamente em todos PSFs e Setor de Epidemiologia.

Em breve será realizado o cadastramento de novos pontos para atingirmos um número maior de fontes de coleta, garantindo que rio-novense tenha pleno conhecimento das águas para consumo existentes no município.

Listagem de “minas” com resultado insatisfatório:

Mina da Lacreme
Mina Sr Jânio
Mina da Estrada da Cachoeira
Mina do Sr Cabral
Mina do Calixto
Mina do Pingo D´água
Controle de águas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo