Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti

Foto Análise de Água lIRAA

A SMS, por meio do departamento de Epidemiologia, divulgou, nesta quinta-feira (10), o resultado do 1º (LIRAa) de 2019. Realizado na zona urbana do município, na segunda semana de janeiro.
O índice de infestação do Aedes aegypti em Rio Novo encontra-se em 3%, o que coloca o município em estado de alerta à proliferação do mosquito. Conforme o Ministério da Saúde, são considerados índices de alerta, resultados com porcentagem entre 1 a 3,9. Resultados iguais ou superiores a 4%, já indicam situação de surto.
232 imóveis foram vistoriados em várias áreas do município, sendo encontrados 8 focos positivos do Aedes aegypti, 2 focos de Aedes albopictus (outro gênero de mosquito transmissor da dengue) e 17 focos de outros vetores.
Grande parte dos focos de proliferação dos mosquitos foram encontrados dentro dos quintais. Em objetos que acumulam água e ficam espalhados e expostos à chuva, como vasos, potes, brinquedos e lonas. Muitos focos também foram encontrados em depósitos fixos de água como caixas d’água, tambores, caixas de passagem de água e piscinas de quintal. Por isso é importante o comprometimento de toda população em fiscalizar seus quintais, eliminando todos os pontos que possam acumular água parada e se transformar em criadouros de mosquito.
O objetivo da SMS junto com a equipe de Epidemiologia, é intensificar as ações de combate nas áreas em que foram localizados os focos e continuar realizando o trabalho diário no município.
Através de mutirões de limpeza, vistorias e visitas frequentes dos agentes epidemiológicos às casas e ações de orientação à população, a secretaria vem conseguindo diminuir o índice de infestação e mantendo o município sem nenhum caso de dengue. Mas os resultados não serão efetivos se não houver colaboração de todos os cidadãos. Essa luta é de todos nós!
Unidos, vamos continuar diminuindo esse índice e acabar com as chances do mosquito na nossa cidade.

LIRAa

O LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti) tem por objetivo mapear os criadouros do mosquito transmissor em diferentes regiões do município. O trabalho é realizado quatro vezes por ano, seguindo uma rota indicada de forma aleatória por um programa eletrônico onde estão registrados todos os quarteirões do município. A coleta de amostragem é feita em um domicílio, salta o subsequente e realiza novamente no próximo, garantindo que todas as ruas fiquem dentro da análise.

Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo