Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo

Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo

Vem aí, a Campanha Nacional de vacinação contra o sarampo e poliomielite.

A Campanha será realizada pela a Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e o Ministério da Saúde (MS), no período de 6 a 31 de agosto de 2018, tendo como público-alvo crianças de um a menores de cinco anos de idade.
O “Dia D” de vacinação vai ocorrer no dia 18 de agosto (sábado).

Durante o período também será feita a Campanha de Multivacinação, para a atualização do cartão de vacinas, com base no Calendário Nacional de Vacinação, que pode ser conferido no link http://www.saude.mg.gov.br/vacinacao.

Conforme ressalta o Ministério da Saúde, nesta campanha os pais e responsáveis são atores sociais importantes no processo de manutenção da eliminação dessas doenças e devem comparecer aos serviços de vacinação com suas crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro.

Logo informaremos as unidades em que as vacinas estarão disponíveis e os horários para vacinação. Mas já podem ir se programando! Confira seu cartão de vacinação!

 

POLIOMELITE

No que se refere à poliomielite, esta é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a arreflexia no segmento atingido.

A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus.

SARAMPO

O Sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.

No período de 2016 a 2017, não foi registrado nenhum caso da doença no país. Atualmente, o Brasil enfrenta surtos de sarampo em dois estados (Roraima e Amazonas) com registro de 314 casos confirmados até semana epidemiológica (SE) 23.

Objetivo da Campanha

Vacinar indiscriminadamente contra poliomielite e sarampo as crianças de um a quatro anos de idade, contribuindo para a redução do risco de reintrodução do poliovírus selvagem, sarampo e rubéola.

Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo